22-09-2016

Muito se tem escrito sobre a Web Summit, que este ano se realiza, pela primeira vez, fora da Irlanda. Lisboa é a cidade anfitriã desta conferência internacional da tecnologia e inovação, e onde há estes fatores não se esgota a notícia… Fiquemo-nos por alguns dos números e factos da edição 2016 de um megaevento que durante três anos, pelo menos, assenta arraiais em Portugal.
 
50.000 pessoas são aguardadas na conferência de Lisboa, entre fundadores e CEO de empresas tecnológicas,  empreendedores, mais de 1.000 investidores, decisores políticos, líderes de mudança, figuras inspiradoras de todo o mundo.
 
600 oradores de mais de 150 países, representando as mais diversas áreas, participam num evento que procura pensar o mundo na era tecnológica.
 
66 startups nacionais vão representar Portugal na conferência (conhece-as AQUI). Foram escolhidas por concurso, o Road2WebSummit, promovido pelo Governo no âmbito do programa Startup Portugal. Ao grupo de selecionadas – que representam Portugal na conferência – pertence a Hole19, vencedora do nosso Prémio em 2011. Mas não são as únicas jovens empresas nacionais a marcar presença...
 
Mais de 1.000 empresas estão associadas ao evento, e há de tudo: das insígnias globais aos projetos emergentes. A capacidade empreendedora internacional desenha o mapa na exposição da Web Summit, sendo que Portugal está muito bem representado.
 
20 conferências temáticas entram no universo da Web Summit 2016. Moda, design, desporto, mundo startups, investimento, música, segurança, marketing, saúde, cidades… Enfim, pensar a era tecnológica, repensando o rumo da sociedade e do mundo, é o grande intuito. As conferências decorrem em Lisboa, nos dias da WS, havendo uma exceção: há Surf Summit de 5 a 7 de novembro na Ericeira. Boas ondas a preceder o megaevento…
 
O Lisbon Global Forum é uma novidade a aplaudir. Em causa está um encontro, realizado pela primeira vez numa Web Summit, que aponta para o desenvolvimento sustentável e a criação de futuro. Reunirá líderes da política internacional, decisores e figuras de topo de organismos globais, como as Nações Unidas ou a Organização Mundial do Comércio, e outros participantes de diversas áreas que trazem à conferência perspetivas múltiplas, todas a considerar.
 
After-hours, que bom! Já se sabe que um evento destes mexe com uma cidade inteira, mas Lisboa vai sentir bem a Web Summit… porque a Web Summit assim o deseja: à noite também há vida, com as Web Summits (novidades serão conhecidas em outubro) e os Pub Crawls a combinarem tecnologia, networking e festa. Brinde-se ao conceito…
 
1.º escritório fora de Dublin é em Lisboa. É uma boa notícia e, só por si, garante a criação de laços fortes da Web Summit com Portugal. Paddy Cosgrave, fundador do conceito de conferência e CEO da empresa homónima, acaba de anunciar a abertura de escritório próprio no Hub Criativo do Beato. Mais: a Web Summit está já a recrutar (vê AQUI as vagas).
 
7 a 10 de novembro: são estes os dias da Web Summit 2016, que decorrerá na FIL e na MEO Arena, em Lisboa.

(A ilustrar esta página e homepage do nosso site, imagens DR retiradas da página oficial e website da Web Summit)
OUTRAS NOTÍCIAS
CITY CHECK. Descobrir a cidade através de jogos

CITY CHECK. Descobrir

a cidade através de jog...

WONDER COVER. Joga com amigos à volta do tablet

WONDER COVER. Joga

com amigos à volta do tabl...

SOUND PARTICLES. De Leiria para Hollywood

SOUND PARTICLES. De

Leiria para Hollywood

IGUANEYE. Afinal (não) estamos descalços

IGUANEYE. Afinal

(não) estamos descalços

Grandes ideias no pequeno ecrã

Grandes ideias no

pequeno ecrã

Sensi quer revolucionar meio musical

Sensi quer

revolucionar meio musical

Candidaturas encerradas

Candidaturas

encerradas

MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17