15-10-2014

A West European Symphony Orchestra (WESO) venceu a 6.ª edição do Prémio Nacional Indústrias Criativas. Esta orquestra especializada na criação e interpretação de bandas sonoras para a indústria cinematográfica mundial – especialmente conhecedora do mercado de Hollywood – é um projeto do músico André Miranda, que ao vencer esta competição passa a representar-nos na Creative Business Cup, a decorrer em novembro na Dinamarca.
Para além do vencedor – que recebe um prémio pecuniário de 25 mil euros, entre outros apoios ao desenvolvimento do negócio –, a edição 2014 do nosso Prémio ficou marcada pela atribuição de menções honrosas nas quatro categorias a concurso. Foram, assim, distinguidos os projetos Beesweet (único na categoria “Turismo e Património”), Calligraphy Practice (“Conteúdos e Novos Media”) e Casas em Movimento (“Arquitetura e Artes Visuais”). A WESO, sendo a única finalista na categoria “Música e Artes do Espetáculo”, recebeu, além do prémio final, a respetiva menção honrosa.
O facto de o projeto de André Miranda aliar “o potencial artístico dos músicos portugueses com uma estrutura de custos competitiva, num negócio direcionado para as áreas de entretenimento e dos media”, foi determinante para a escolha do júri do Prémio, promovido pela Unicer com a Fundação de Serralves.
A WESO, refira-se, está já a merecer notoriedade nos EUA (André Miranda desenvolveu o conceito na Universidade de Nova Iorque), estando associada, a título de exemplo, ao filme “A Vida Secreta de Walter Mitty”, de Ben Stiller. No plano nacional, a orquestra tem no seu currículo colaborações com Rodrigo Leão ou Samuel Úria.
Recordamos que à edição deste ano do Prémio concorreram 285 projetos. Destes, o júri seleciou 10 para a etapa final da competição. Origama, Lumicroma, Viral, sensorialFIT, FAHR 021.3 e Boox foram, além dos já mencionados, os finalistas que prestigiaram o concurso. Todos mereciam vencer, nenhum foi vencido.

Fomos às nossas raízes
A entrega do Prémio decorreu no âmbito do 9.º Super Bock Laboratório Criativo, um evento que celebra sem rede experiências de encontro da criatividade e do empreendedorismo. Porque o tema deste ano era "Enraizar", numa tarde chuvosa tornámos nossa casa o Mercado de Matosinhos, um lugar de raízes. Fomos bem acolhidos. Sentimo-nos muito confortáveis, quisemos ficar ao encontro da noite.
Conversámos sobre "O Quadrado e a Raiz" para retermos algumas ideias: não há fórmulas para ser-se empreendedor, mas tem de se acreditar verdadeiramente no projeto, vivê-lo o tempo todo, defendê-lo enquanto acreditamos que é possível - e levar a possibilidade para novas fronteiras, ousar, conquistar. Tudo isto manifestaram os nossos finalistas ao longo do processo do Prémio.
Assistimos também a uma produção inédita da Palmilha Dentada, um "Enraizar" na natureza humana e na origem da vontade de criar, fazer, através de um espetáculo que associou música, projeção de vídeo, dança contemporânea, teatro e artes do novo circo.
E festejámos, em todos os momentos. Encontrámos amigos e conhecidos, brindámos com uma Super Bock especial, feita para o Laboratório, e saboreámos um menu que manifesta a nossa intenção - respeitando as nossas raízes, criar outras novas. Porque a vida é movimento.
A todos os que se juntaram a nós, MUITO OBRIGADO. Para o ano voltamos a chamar-vos...


 
LÊ TEXTO SOBRE A WESO
OUTRAS NOTÍCIAS
MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16