24-11-2016

Por Joana Fins Faria *
 
O que são Hubs Criativos? Onde estão?
O que é a criatividade?
Que forma e impacto tem a criatividade na organização empresarial nos nossos dias?

 
Em tempos de mudança de paradigma é a criatividade que nos pode salvar. Quase tudo pode ser robotizado nos nossos dias excepto a criatividade. A criatividade é hoje um denominador constante e omnipresente, que nos exige um estado de alerta ao segundo. Neste contexto surgiu o projecto European Creative Hubs Network, co-fundado pela Comissão Europeia, através do Programa Europa Criativa e a integrar a estratégia da Cultura nas Relações Externas. O European Creative Hubs Network (ECHN) é um projecto de 2 anos liderado pelo British Council em parceria com 6 Hubs Criativos na Europa: Bios na Grécia, Addict em Portugal, betahaus na Alemanha, Kulturni Kod/Nova Iskra na Sérvia, Creative Edinburgh no Reino Unido e Factoria Cultural em Espanha.
 
Mas afinal o que é um Creative Hub? 
Creative Hubs são plataformas ou espaços de trabalho para artistas, músicos, designers, realizadores de cinema, app developpers e empreendedores de start-ups. Caracterizam-se por apresentarem estruturas únicas, autênticas e peculiares, diversificadas na estrutura, sector e serviços; podem tomar forma como cooperativas ou colectivos, podem ser estáticos, móveis ou online. Um Creative Hub permite o aglomerar de muitos criativos. Pode diferir de tamanho e de foco mas essencialmente, tal como a palavra hub nos transmite, é um aglomerar que nos permite a unidade, a união, que inspira e promove a comunidade. Podem exemplificar por favor?
O Todos  é um creative hub em Lisboa. Debaixo dum mesmo tecto encontramos uma equipa multidisciplinar e empresas de conteúdos e produção de media que oferecem serviços integrados e diferentes pontos de vista criativos.

O ECHN promove a troca de experiências, de sucessos e de fracassos entre os creative hubbers, mapeando os mesmos na plataforma http://creativehubs.eu/ que te convidamos a integrar, promove fóruns, workshops e projectos peer-to-peer.
 
* Assumida "creative, spiritual e trailblazer", Joana Fins Faria é diretora executiva da ADDICT - Agência para o Desenvolvimento das Indústrias Criativas.
 
Este artigo não foi escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico. Na imagem, Joana Fins Faria fotografada por Sara Correia.

OUTRAS NOTÍCIAS
Birdadvisor360°, a app que observa os pássaros

Birdadvisor360°, a

app que observa os pássaro...

A "cultura líquida" está no Hub Criativo do Beato

A "cultura líquida"

está no Hub Criativo do B...

O Prémio vai a Copenhaga com os pés confortáveis

O Prémio vai a

Copenhaga com os pés confortáv...

Boas ideias e bons projetos vão ao Laboratório

Boas ideias e bons

projetos vão ao Laboratóri...

WONDER COVER. Joga com amigos à volta do tablet

WONDER COVER. Joga

com amigos à volta do tabl...

SOUND PARTICLES. De Leiria para Hollywood

SOUND PARTICLES. De

Leiria para Hollywood

IGUANEYE. Afinal (não) estamos descalços

IGUANEYE. Afinal

(não) estamos descalços

Duas vencedoras do Prémio candidatas aos The Europas

Duas vencedoras do

Prémio candidatas aos The ...

MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18