16-09-2016

“Ponha Portugal no Mapa” é nome da campanha (e desafio) que o Turismo de Portugal lançou no passado dia 8. A iniciativa desenvolve-se ao longo de 16 semanas e incita os cidadãos a realizarem, com os seus telemóveis, pequenos filmes sobre aspetos inspiradores do país. A intenção? Criar o primeiro vídeo-mapa de Portugal, resultante de muitas sensibilidades. O objetivo? Promover o turismo interno. O instrumento? Uma aplicação móvel desenvolvida pela Glymt, uma startup sediada em Braga, com escritórios na Irlanda e nos Estados Unidos, empenhada em fazer com que os utilizadores de smartphones ganhem dinheiro com filmes da sua autoria (registos de 5 a 20 segundos, com qualidade), vendendo-os a marcas, empresas ou, quem sabe, outras organizações.
Como se pode ler na plataforma Ponha Portugal no Mapa, onde ganha expressão a campanha, deseja-se criar um vídeo-mapa “feito de verdade, de oportunidade”, de forma colaborativa, a partir de desafios semanais. Os interessados terão 15 dias para responder a cada desafio semanal. Além de serem selecionados para o vídeo-mapa, os melhores filmes “receberão uma recompensa” (em conformidade com o conceito Glymt)
Segundo artigo do Turismo de Portugal, a iniciativa surge “com o objetivo de incentivar os portugueses à realização de miniférias na época baixa”. Neste sentido, “pretende mostrar a diversidade da oferta turística nacional através do ponto de vista dos portugueses, que são convidados a fazer pequenos filmes sobre o que consideram mais interessante visitar em Portugal”.
A iniciativa (podes conhecê-la também em vídeo no YouTube) decorre até 27 de dezembro, dia em que serão conhecidos os filmes selecionados.

(A ilustrar este artigo, imagem DR, retirada da página oficial Visit Portugal no Facebook.) 

OUTRAS NOTÍCIAS
MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16