14-10-2014

Se não está na Viral, das duas uma: ou não existe, ou não vale a pena.  Esta é, afinal, a agenda online de consulta gratuita mais completa, atualizada e organizada sobre eventos culturais. Com cobertura nacional, pretende rapidamente propagar-se a outros países. A plataforma web é um caso de sucesso, a aplicação mobile será uma realidade. Estamos, pois, perante um conceito que se dissemina rapidamente e contamina tudo e todos positivamente – porque a cultura nunca fez mal a ninguém.
Com uma equipa nuclear de quatro, os seus sócios-fundadores, a Viral veio acabar com um dos motivos por que nos escapava muita coisa: a informação excessiva e dispersa sobre o que estava para acontecer. Num quotidiano saturado de informação, com enésimos eventos programados, os agentes culturais têm dificuldade em comunicar com o “seu” público. Ou tinham, porque a solução para o problema chega com este projeto caleidoscópico, atento a tudo, mas capaz de ventilar com critério uma informação sempre abundante.
O que é que se passa? À resposta gulosa a Viral responde com tudo ou mostrando apenas os eventos que têm a ver com a localização e o perfil do utilizador. Ou seja, no seu website são apresentadas as iniciativas mais pertinentes, as melhores sugestões, mas é também possível utilizar-se uma série de filtros para chegar-se ao tipo de informação desejada.
Mas a Viral é mais do que uma agenda online. Integra também o Sistema Imunitário, uma área editorial da exclusiva responsabilidade de quem escreve, os Radicais Livres. Ambos os produtos estão associados, são de consulta livre e assentam numa linguagem deliciosamente contagiante.
Mais completa e atualizada do que uma agenda ou publicação tradicionais (por incorporar a prospeção automática), mas mais organizada e pertinente do que um simples agregador automático (por integrar a curadoria humana e as recomendações baseadas no perfil do utilizador), a Viral está a crescer. Em incubação estão novos produtos, como é o caso da V-App (aplicação móvel) e do Viral Plug&Play (módulo de agenda). Da estratégia do quarteto fundador faz também parte a expansão progressiva do conceito a outros países. Avisamos que os principais destinos europeus serão contaminados. Nós fomos, e bem: este é um dos finalistas do nosso Prémio, competindo na categoria “Conteúdos e Novos Media”.

A VIRAL EM VÍDEO

OUTRAS NOTÍCIAS
Birdadvisor360°, a app que observa os pássaros

Birdadvisor360°, a

app que observa os pássaro...

A "cultura líquida" está no Hub Criativo do Beato

A "cultura líquida"

está no Hub Criativo do B...

O Prémio vai a Copenhaga com os pés confortáveis

O Prémio vai a

Copenhaga com os pés confortáv...

Boas ideias e bons projetos vão ao Laboratório

Boas ideias e bons

projetos vão ao Laboratóri...

WONDER COVER. Joga com amigos à volta do tablet

WONDER COVER. Joga

com amigos à volta do tabl...

SOUND PARTICLES. De Leiria para Hollywood

SOUND PARTICLES. De

Leiria para Hollywood

IGUANEYE. Afinal (não) estamos descalços

IGUANEYE. Afinal

(não) estamos descalços

Duas vencedoras do Prémio candidatas aos The Europas

Duas vencedoras do

Prémio candidatas aos The ...

MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18