28-01-2016

Petiscaria em Lisboa é o projeto mais recente da marca que quer dar novas rotas a um produto 100% português.
 
Fica no número 17 do Largo do Contador-Mor, em Alfama, bem no coração do Castelo de S. Jorge. Num lugar de história e tradição, a MISS CAN abre as portas de casa e convida-nos a entrar. Há portugalidade por toda a parte, da ementa à decoração, e um modo cosmopolita de partilhar o melhor de nós: a petiscaria recém-inaugurada pela vencedora do Prémio Nacional Indústrias Criativas 2015 proporciona, enfim, “a true portuguese experience”. Venha daí a degustação…
As conservas de peixe cozido a vapor, por métodos tradicionais, fazem a oferta de um projeto que faz o favor de nos contar estórias: Miss Can, para quem ainda não sabe, é uma jovem sereia, filha de um pescador e de uma varina. Alfacinha de gema, há dois bons anos que vende o seu peixe (em packs que aliam sabor, design, receitas e curiosidades) num motociclo estacionado no Castelo de S. Jorge. Tanto namorou a zona que nela fez, finalmente, a sua casa.
Numa localização privilegiada, faz agora acompanhar as suas conservas (são 16 receitas à escolha) com uma seleção de bons produtos regionais. 100% português é o rótulo que acompanha o que vai à mesa, seja vinho, pão, queijo… A acompanhar as receitas Miss Can estão, por exemplo, as saladas algarvia, de feijão-frade ou de batata, o caldo verde com chouriço e outras propostas confecionadas na cozinha rasgada para o público. Uma banca alta e mesas com tampo em pedra lioz, bancos de pinho e pormenores a descobrir com tempo (como o álbum de fotografias da marca) criam uma atmosfera popular que revitaliza referências da cultura lusa.
 
“O Prémio também é isto”
Ao vencer o nosso Prémio em 2015, a Miss Can ganhou 25 mil euros para investir no seu projeto. Tornou-se, também, a representante oficial de Portugal na Creative Business Cup. Por iniciativa sua, e com o nosso apoio incondicional, transformou a sua ida a Copenhaga (onde se realiza anualmente a competição mundial das indústrias criativas) numa aventura estrada fora: cumpriu mais de sete mil quilómetros ao longo de 11 dias e foi caindo “nos braços das comunidades portuguesas”. Conquistou amigos, alargou mercados.
Tiago Ribeiro, um dos sócios-fundadores da marca, é peremptório: “O Prémio Nacional Indústrias Criativas está aqui, nesta petiscaria”; ajudou a cumprir o sonho.
Depois de um 2015 extremamente positivo – além de vencer o nosso Prémio, a Miss Can ficou entre os 12 finalistas (dos 50 candidatos) da Creative Business Cup, onde ganhou o Arla Food Innovation Challenge –, esta sereia cheia de lata quer em 2016 “consolidar o seu conceito de petiscaria”. Para já, Lisboa. Mais tarde, a marca ganhará espaço próprio no Porto. Entretanto, os seus packs vão conquistando cada vez mais mercado. É um crescimento, nota Tiago Ribeiro, que se nota “semanalmente”, com estas conservas a serem comercializadas em pontos de venda pelo país e no estrangeiro.
OUTRAS NOTÍCIAS
No terraço do hotel está cultivada a horta

No terraço do hotel

está cultivada a horta

Uma Caixa de Música Digital? Só Imaginando...

Uma Caixa de Música

Digital? Só Imaginando...

Birdadvisor360°, a app que observa os pássaros

Birdadvisor360°, a

app que observa os pássaro...

A "cultura líquida" está no Hub Criativo do Beato

A "cultura líquida"

está no Hub Criativo do B...

RÁDIO MIÚDOS. Para crianças e em português

RÁDIO MIÚDOS. Para

crianças e em português

CITY CHECK. Descobrir a cidade através de jogos

CITY CHECK. Descobrir

a cidade através de jog...

WONDER COVER. Joga com amigos à volta do tablet

WONDER COVER. Joga

com amigos à volta do tabl...

SOUND PARTICLES. De Leiria para Hollywood

SOUND PARTICLES. De

Leiria para Hollywood

MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18