05-03-2015

Um ano depois de se terem candidatado, quisemos saber o que aconteceu na vida dos finalistas do nosso Prémio em 2014.
 
“Participar nas Indústrias Criativas mudou o posicionamento das promotoras [da Beesweet] quase que da água para o vinho… Não no sentido de saber o que somos e onde queremos estar, mas sim no sentido de saber dar o primeiro passo.
Aprendemos com os mentores e formadores do PNIC que devemos dar mais valor à ação/ teste / colocação no mercado do que à concretização de todos os pormenores do "produto" antes de o colocar no mercado. A nossa preocupação pela perfeição estava a criar uma barreira nas nossas mentes e não nos deixava avançar.
Aprendemos o Princípio de Pareto: ele diz que quase sempre 20% das nossas ações levam a 80% dos nossos resultados. Aprendemos que era chegada a hora de lançarmos o produto no mercado o quanto antes, mesmo ainda não tendo a nossa embalagem de design exclusivo – a Gota. E foi o que fizemos assim que terminou o programa de imersão na Foz [workshop para finalistas do Prémio]! O resultado foi, no mínimo, encorajador! E o feedback dos consumidores deu-nos o sinal verde que tanto ansiávamos.
Este nosso percurso tem sido estimulante e crescente. A Beesweet já se encontra disponível em locais segmentados (gourmet/ premium/ mercearia fina e hotelaria & restauração de luxo). O objetivo é continuar a alargar o leque de lojas e abordar o mercado externo, principalmente o Norte da Europa e Médio Oriente.
Continuamos a manter a corrente com mentores, formadores e algumas empresas de forma a darmos continuidade à nossa aprendizagem. Obviamente, volta e meia falhamos nas nossas escolhas... Mas isso faz parte do processo, é assim que aprendemos ainda mais!
As parcerias criadas com algumas das melhores empresas existentes no mercado também nos ajudam a entender este novo e grande mundo dos negócios.
Conseguimos o reconhecimento por parte do MIES (Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social) relativo ao nosso tão apreciado e raro Beeblue by Beesweet (mel de mirtilo de Sever do Vouga). E lançámos um novo sabor mel, na tão esperada embalagem de design exclusivo em forma de fota: o Mel N.º 66 Beelove (sabor chocolate) by Beesweet.
Queremos continuar a adoçar com muito mel Beesweet, Portugal inteiro e o Mundo! Vamos a isto?”
 
Testemunho de Ana Pais, cocriadora e CEO da Beesweet, projeto finalista do Prémio 2014 (menção honrosa na categoria Turismo e Património).
LÊ ARTIGO SOBRE A BEESWEET NO NOSSO SITE
OUTRAS NOTÍCIAS
Birdadvisor360°, a app que observa os pássaros

Birdadvisor360°, a

app que observa os pássaro...

A "cultura líquida" está no Hub Criativo do Beato

A "cultura líquida"

está no Hub Criativo do B...

O Prémio vai a Copenhaga com os pés confortáveis

O Prémio vai a

Copenhaga com os pés confortáv...

Boas ideias e bons projetos vão ao Laboratório

Boas ideias e bons

projetos vão ao Laboratóri...

WONDER COVER. Joga com amigos à volta do tablet

WONDER COVER. Joga

com amigos à volta do tabl...

SOUND PARTICLES. De Leiria para Hollywood

SOUND PARTICLES. De

Leiria para Hollywood

IGUANEYE. Afinal (não) estamos descalços

IGUANEYE. Afinal

(não) estamos descalços

Duas vencedoras do Prémio candidatas aos The Europas

Duas vencedoras do

Prémio candidatas aos The ...

MAIS NOTÍCIAS  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18